quinta-feira, abril 13, 2006

a noite



Estou desejosa que caia a noite!
quero viver na noite,
bela e misteriosa noite.
perco-me no teu encanto,
perco-me no teu silêncio.
derramo lagrimas sobre o teu manto.
penso no quanto estou perdida de tudo.
ascendo umas velas para companhia, um sublime contraste!
assim viajo pelo teu mundo, pelos teus segredos.
tu tornaste-te na minha musa,
tornaste-te a minha única beleza.
os ruidos da noite são uma bela melodia,
que condiz com a minha solidão.
finalmente abraço-te com os meus sonhos, desejos e desesperos.
vagueando sozinha no mundo das sombras.


by faith

domingo, abril 09, 2006

pai


se um dia me perguntares
o que significas para mim,
a minha resposta virá do coração.
por mais raiva que possa sentir de ti,
tu fazes parte de mim
e o amor virá das recordaçoes.
se me pedires um perdão
tê-lo-ás um dia,
não mo peças agora
porque não quero viver de ilusao.
peço-te deixa-o regressar, deixa-me ser eu
dá-me a força para a vida
dá-me o carinho a que me habituaste.
parte de ti sou eu
e isso pode ajudar-te
a teres de mim,
o perdão!

31-01-2006

domingo, abril 02, 2006

para ti...


Esqueci do tempo quando te vi
esqueci de mim quando me entreguei a ti
nas alturas que não estás perto,
chegas até mim através das memórias e sonhos.
já não consigo esconder mais
já não consigo disfarçar mais,
pois cada vez é mais forte, cada vez é maior e cada vez já doi mais pensar que tu não passas de uma sombra na minha vida.
o quanto eu tento não ganhar esperanças,
o quanto eu tento não pensar em ti,
mas isso já se torna numa missao difícil,
pois é tão grande, tão forte este sentimento
que o meu coração já comanda a minha vida,
deixando a razão de parte.
Demorei a ver-te realmente
mas ao conhecer-te, fizeste acreditar outra vez
que ainda havia esperança, que ainda existia alguem como tu!
Tu foste me conquistando, pela tua naturalidade
pelos teus ideais, pela tu independência e amizade.
Agora sei que nada há mais forte como o 1º amor
e o amor vindo de uma relação progressiva de amizade.
agora só me resta esperar,
pela felicidade de te encontrar
ou pelo sofrimento de não me cruzar contigo no caminho do meu destino.

Quem sou eu?


Sou aquele que viaja,
que nunca morre
e que só nasce uma vez.
quem sou eu?
sou servo de deus,
a minha função é quardar-te e proteger-te.
Será que já sabes quem sou?
Pois é, sou um anjo
que voa pelo céu
que te ajuda nos maus momentos
e mesmo a traíres a minha vocação,
eu acredito em ti.
vejo tudo o que tens no coração,
o teu coração é escuro e triste.
os teus olhos muito choram
por um amor desencontrado.
gostava de te mostra o meu físico
mas logo caías no meu encanto.
Deus é o teu pai,
eu sou o teu padrinho,
aquele que te observa uma vida inteira.
um dia me verás,
sobre algodão branco me encontrarás,
um abraço me darás
e sobre uma nuvem subirás,
chegarás ao céu, meu reino.
Deus te chamará, asas te dará
e te confiará uma missão, a missão de um anjo!

poema feito por mim em 2002

segunda-feira, março 27, 2006

Sem vida


Crescer no vazio
ver o que não sou,
sem identidade procuro
e perco-me no labirinto.
corro na profundidade
deito-me em lagrimas;
cansada dou por mim a olhar para o espelho
- quem és?
numa profunda desilusão de ver o que não quero,
regresso ao escuro, ao nada...
esperando pelo dia que a coragem me iluminará
e fará atravessar o espelho.
se não sei quem sou
será por isso o que vejo e sinto é efemero?
será o que sinto e vejo é verdadeiro?
ou é como um diamante de vidro?
assim, espero aqui, espero com anseio, pela minha descoberta!

faith

domingo, março 26, 2006

my baby


I saw you born
I saw you become my baby
day by day you become bigger
but your heart and spirit was like a baby

when I was lost
you was there to show me the way
when I felt lonely
you made me feel the most lucky girl
everytime I was unhappy
you made me smiling and having hope

now you are sick and diing
and i can´t do anything
I love you so much
I don´t know what to do
if you die!
my little baby
I will never forget you
you will be always in my heart, in my memories
I miss you

faith...this poem is about my cat, my only company in home...he was sick and he died...(20-02-06)

Why?


when I love someone
he run away
he goes on
and let me stay

I stay here crying
hating my live
hoping that you come back
and tell me that the cause for you return is me

i know that I am a dreamer
I know that I m crazy
but I have my heart screaming by your name

Why me?
What have I done?
Why I can´t be loved by someone?!

I have good friends
A good mother
but I still have an emptyness in me
Day by day my heart die, I die!

I can´t stand the pain any more
I´m sick of my life
I´m sick of me, my heart
because I fall, all the time, in love by the wrong guys
Why?

Faith

sexta-feira, março 24, 2006

é noite...




Remando contra as marés
navegando em alto mar...
procuro alguém que desisto de encontrar
é noite. o escuro é sombrio. tenho medo...
vejo olhares tão distantes
perco a noção do tempo
oh! qual a origem de tanto mistério?
ocultar a realidade, do quê? não sei...
olho em meu redor, o que vejo?
uma noite abandonada
no meio de tantas estrelas
deveras esquecidas...
assim é e vai ser. Até um dia.